sábado, 28 de fevereiro de 2009

EXCLUSIVO: COMO É O BANHEIRO MASCULINO




Faz parte do imaginário dos homens achar que o banheiro feminino é uma putaria generalizada.
É melhor acreditar que é por isso que elas não vão sozinhas do que achar que é para falar mal do universo masculino. Pode até ser que uma não pegue no peito da outra, não mostre o sutiã novo de meia taça, ou peça prá pegar no peito novo com silicone, mas ainda acho que é uma putaria generalizada. E por favor não destruam minhas fantasias. Mulheres também não cagam e acordam com o cabelo bonito e todas cheirosas. Não adianta dizer o contrário.

Na tentativa desesperada de descobrir o que se passa no banheiro feminino, irei demonstrar o que se passa no banheiro masculino. Talvez o apelo de uma "mão lava a outra" convença alguma delas a me contar.

Primeiramente, o banheiro masculino segue regras bem definidas. Todas com o objetivo fixo e importante de demonstrar que você é macho. Mijar, inclusive, na natureza, é um ato macho, da demarcação de território até a imundização de banheiros e ruas alheias, o objetivo é mais esse do que necessariamente aliviar a bexiga.

REGRA 1 - DA ENTRADA NO BANHEIRO : A primeira regra inicia antes de se entrar no banheiro. Ideal seria você ir sozinho mijar, andando de modo malandro. Se puder, catarre no caminho e dê uma coçada no saco. Se no banheiro houver duas vagas, tipo uma privada e um mijadouro, ou um mijadouro grande, veja se há vaga sobrando, senão espere lá fora. Nada de filas dentro do banheiro, pode propiciar a idéia de viadagem pelo posicionamento de uma fila indiana. Tendo espaço e tendo mais alguém lá dentro, assim que chegar, reclame de ter de mijar com outros machos e lembre que isso só acontece no banheiro feminino. Se for mijar junto com um amigo já é estranho, mas ainda dá para salvar a sua não-baitolice perante os olhos dos outros machos. Vocês são amigos apenas fora do banheiro, uma vez tendo aproximado-se cerca de 2 metros do batente da porta do banheiro, seu assunto deve terminar imediatamente, e devem tratar-se como desconhecidos lá dentro. Ao sair, conte 2 metros novamente e pode recomeçar. Lembrem-se, ambos, de catarrarem e coçarem o saco na volta.

REGRA 2: DO ATO DE MIJAR : Mijar é um ato solitário para os homens, e deve ser assim. Conversas são absolutamente proibidas. Eventualmente um bêbado, normalmente idoso, puxa conversa e fala algo em um dialeto desconhecido, é permitido que você responda com "é" e uma risada rápida após. Isso vai parar o assunto - que você jamais entenderia de qualquer forma e se entendesse nada acrescentaria na sua vida - e voltar para o módulo macho de mijar. São proibidas as conversas como também deve atentar para certos trâmites de postura. Nada de dançar enquanto mija, isso é absolutamente bicha. Só é permitido para muros quando você estiver sozinho e querendo fazer o maior risco de mijo possível. Não num banheiro público.
Seus olhos devem estar centrados e fixos ou em algum cartaz que porventura exista, já com esse objetivo, ou no mijadouro ou louça branca da privada, ou de preferência no seu próprio pau. No seu, porque se desviar o olho milimetricamente para o pau alheio é baitola. Se pensar em olhar, é viado por intenção. Se ficar envergonhado porque acha que os outros acham que você quer olhar, é viado por intenção inter-alheia. Portanto, olhe para seu pau. Seja sério, nada de risos. Risadas imediatamente significam intenção não declarada viadônica. Mijar é um momento macho e sério, não tem nada de engraçado nisso. Ao terminar, balance, mas cuidado para que sua gota não invada o território imaginário do cara que está mijando ao seu lado. E não olhe, isso é gay. Você deve saber os limites imaginários de território de mijagem por cálculo mental. Após isso, pode se retirar, movendo os olhos do seu próprio pau para frente, e apenas para frente.

REGRA 3: DO ATO DE HIGIENIZAR AS MÃOS: Hãã ??? Tu é gay ? Que porra de lavar as mãos ?

REGRA 4: DO ATO DE, EVENTUALMENTE, ANALISAR-SE NO ESPELHO: Essa é uma regra complicada. Banheiro masculino que se preza não tem espelho, e se tiver, já deveria estar quebrado, sujo, e quiçá mijado. Mas caso tenha e esteja intacto, é permitido algumas coisas com discrição e limitação. Arrumar o cabelo não deve durar mais de 1 minuto. É permitido ajeitar um topete, dessarrumar tudo e tudo isso apenas com o âgulo reto. Nada de virar o pescoço e ver como ficou de perfil, isso é gay. Mulheres se preocupam com todos os ângulos, homens ocupam a parte cerebral dos ângulos com criatividade na técnica de imaginar as mulheres vestidas da mesa como se estivessem nuas. Então por favor, tenha um cérebro macho. Não precisa enxugar as mãos, calças de macho tem algodão na composição para já servirem de toalha, aproximadamente na região dos bolsos. Se enxugar as mãos na própria bunda, é biba.

Uma vez tendo retornado para a mesa, seu amigo é seu amigo novamente. Você mijou e manteve sua honra de macho, adicionou mais catarro ao chão universal, deu outra coçada no saco, e pode continuar a falar merda e imaginar suas amigas nuas.

;-)


Rato.

2 comentários:

Nívia Cristiny disse...

E ai meu lindo!!! Ótimo artigo...

Então... Não vou destruir suas fantasias porque realmente muita coisa q vc´s homens pensam de fato acontece, rsrsrss...
Agora ao contrário de vc´s q preferem ir sozinhos ao banheiro adoramos ir em dupla, relamente o banheiro feminino é um dos melhores amigos das mulheres lá podemos fofocar, retocar a maquiagem coisa q não é muito legal fazer na frente dos homens, etc...
Agora vc´s homens parece até um ritual p ir ao banheiro, coisa mecanicista, fala sério, não poder olhar p o lado, pois se não podem achar q são viados, não poder conversar com o amigo no banheiro, parece q o pau é um artigo super precioso, pois o escodem como se fosse ouro p fazer xixi...
Ai é por essa e outras que eu amo ser mulher...

Amei o texo!!!

Bjs.. E continue escrevendo assim...

Arnaldo disse...

Genial cara, ri demais!